terça-feira, 25 de agosto de 2015

Para refletir - Ela tinha vergonha da mãe


Rosinha era uma moça. Como todas as moças da sua idade, gostava de reuniões sociais, de passeios, mas não convidava ninguém para ir à sua casa. É que sua mãe tinha um defeito físico e isso a envergonhava. O que ela não se lembrava era de que modo a pobre senhora ganhara aquelas marcas.
Quando Rosinha era pequenina, com poucos meses de vida, irrompera um incêndio na casa em que moravam. A mãe, desesperada, vendo o grande perigo que ameaçava a criança, arriscara a sua própria vida para salvá-la. Conseguira-o, mas ficara com o rosto deformado. Era esse defeito físico que causava vergonha agora à moça.
Há muitos que se envergonham de um Cristo crucificado!

"Porquanto, qualquer que, entre esta geração adúltera e pecadora, se envergonhar de mim e das minhas palavras, também o Filho do homem se envergonhará dele, quando vier na glória de seu Pai, com os santos anjos" (Mc 8.58).

Peres, Alcides Conejeiro, 1921-Ilustrações selecionadas. Rio de Janeiro, CPAD,1985. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Publicidade                   Anuncie Aqui

Postagens populares