sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Vivendo acima do mundo



Contam a história de Hadley Page, pioneiro da aviação. Certa vez ele pousou numa área deserta durante uma viagem. Sem que ele percebesse, um rato entrou no avião. Durante a próxima etapa da viagem ele ouviu o terrível som do animal roendo alguma peça do avião. Desconfiado que era um roedor ele começou a imaginar os danos que o animal poderia causar aos mecanismos frágeis que controlam um avião. Também ele estava longe de lugares onde poderia pousar e concertar alguma peça danificada.

O que é que ele poderia fazer? Ele lembrou que ouviu dizer que um rato não sobrevive acima de certas altitudes. Aí ele puxou os controles do avião. O avião subiu e subiu até o próprio piloto teve dificuldade em respirar. Ele escutou atentamente e finalmente respirou aliviado. O som do roedor havia cessado. Quanto ele chegou ao destino ele achou o rato morto atrás do cabine do piloto.

Freqüentemente nós, filhos de Deus, somos atormentados pelo pecado que rói nossas vidas simplesmente porque estamos vivendo a uma altitude espiritual muito baixa. Para ver o pecado derrotado em nossas vidas temos que subir – longe do mundo – para um nível mais alto onde as coisas deste mundo não conseguem sobreviver.

Com pecado não dá para “brincar”. Temos que “subir” acima do mundo. Quando enfrentamos a tentação temos que buscar lugares mais "altos", quer seja um retiro espiritual ou encontros e estudos com irmãos. Se não tivermos outra alternativa, o mínimo que podemos fazer é desligar a televisão, evitar pessoas e lugares que vão colocar nossa saúde espiritual em cheque, e focalizar nossas mentes na Palavra de Deus ou em livros edificantes. E vamos vigiar e orar (Mat 26:41).

João 8:21; Rom 8:5-6; Col 3:1-2;

- autor original desconhecido [do site www.hermeneutica.com.br]

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Publicidade                   Anuncie Aqui

Postagens populares