segunda-feira, 28 de julho de 2014

Para refletir - É preciso um pai sábio



Era mais de meia-noite na cidade de Dalton, na Geórgia, quando me encontrava numa cabine telefônica mal iluminada, fazendo um chamado interurbano para meus pais. Meu primeiro trabalho fora de casa, nas férias de verão, não estava indo como eu pensava. O emprego era duro, meus dois melhores amigos haviam pedido demissão e voltado ao Texas, e eu arranjara uma vaga no Exército da Salvação até encontrar um apartamento.

Para um rapaz crescido, de 19 anos, eu me sentia deveras pequeno.

As vozes de minha mãe e meu pai jamais me pareceram tão doces. E embora tentasse ocultá-lo, minha solidão era evidente. Eu prometera a meus pais que se me deixassem ir, ficaria o verão inteiro. Mas agora aqueles três meses pareciam uma eternidade.

Enquanto explicava o que tinha acontecido, senti que minha mãe desejava que eu voltasse para casa. (As mães têm coração mole, você sabe). Mas no momento em que ela disse: "Porque você não vem...", meu pai, que estava na extensão, interrompeu-a: "Nós gostaríamos muito que você voltasse, mas já quebramos o seu prato. (Essa era uma frase do Texas que queria dizer: "Nós amamos você, Max, mas está na hora de crescer").

É preciso um Pai sábio para saber quando empurrar o filho para fora do ninho. Embora penoso, isso tem de ser feito. Sempre me senti grato por meu pai ter-me dado asas e feito com que as usasse.

 – de Max Lucado do livro "Moldado Por Deus", São Paulo: Editora Vida Cristã, Copyright 2000.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Publicidade                   Anuncie Aqui

Postagens populares