segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Série Mártires Pela Fé - Tiago, o Justo – Jerusalém – 63 d.C.


Tiago, chamado "o justo", era um dos irmãos mais novos de Jesus, assim como Judas. Aparentemente, ele não creu em Cristo quando este desenvolveu seu ministério terreno, assim como o restante de seus familiares. 
No entanto, depois da ressurreição,tornou–se um dos mais fervorosos seguidores de Jesus que já existiram.Por trinta anos, permaneceu como bispo da igreja em Jerusalém e escreveu a epístola que leva seu nome. Passava tanto tempo de joelhos adorando a Deus e orando pedindo perdão pelos pecados do povo que seus joelhos se tornaram dormentes e endurecidos, semelhantemente aos de um camelo. 
Isso também lhe garantiu o apelido de Tiago, o Justo, e o respeito de todos, até de seus opositores.Todavia, sua hora derradeira chegou. 
Ele foi levado até o cume do templo pelos soldados do sumo sacerdote. Ali, os fariseus, os escribas e o sumo sacerdote disseram: 
– Negue que Jesus de Nazaré é o Messias! Diante de toda esta multidão, negue que Jesus foi o Filho de Deus e que ressuscitou dos mortos. 
No entanto, a maioria das pessoas que assistiam lá debaixo já havia ouvido o próprio Tiago pregar dizendo exatamente o contrário daquilo que agora era forçado a declarar. Do ponto mais alto do templo, Tiago pregou com mais ousadia do que nunca,afirmando: 
– Jesus é o Messias prometido! Ele está assentado à mão direita de Deus e voltará nas nuvens para julgar vivos e mortos.
Quando a multidão abaixo ouviu suas palavras e viu sua coragem, todos louvaram a Deus e glorificaram a Jesus em voz alta. Enraivecidos, alguns dos líderes religiosos atacaram Tiago, empurrando–o do alto do templo.Miraculosamente, ele não morreu na queda, só quebrou as pernas. Então, os sacerdotes, escribas e fariseus disseram: 
– Vamos apedrejar o Justo Tiago.Eles pegaram as pedras, mas Tiago conseguiu ajoelhar–se sobre as pernas quebradas e orou: 
– Senhor, perdoa–lhes. Eles não sabem o que fazem.Quando um dos sacerdotes ouviu a prece de Tiago, implorou aos outros para que parassem, dizendo: 
– O que estão fazendo? O Justo está orando por nós. Parem o apedreja–mento!Parem o apedrejamento!
Enquanto ele gritava, outro homem veio correndo com um grande e pesado bastão de ferro e acertou Tiago na cabeça. Ele morreu instantaneamente com a pancada, bem nomeio de sua oração.
 A maior arma de um cristão é o amor. Só amando é que conseguimos orar e abençoar mesmo aqueles
que nos perseguem.

Fonte: "Loucos por Jesus, Jesus Freaks. Cristãos que marcaram o mundo" - Pastor Lúcio Barreto Jr.


Nenhum comentário:

Postar um comentário


Publicidade                   Anuncie Aqui

Postagens populares